10 de junho de 2016

ANTT aprova fim de passagem impressa para compras online

Por: 

Quero Passagem

Quem reserva as passagens de ônibus na internet não precisa mais ir até o guichê das companhias rodoviárias para imprimir o bilhete, antes de embarcar. A nova resolução proposta pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), segundo publicação do portal R7, promete por fim às cansativas filas antes de realizar o check-in com o motorista da viação contratada, na plataforma indicada para embarcar. A novidade permitirá que o passageiro embarque com o próprio comprovante de compra impresso em caso, sem ter de ir ao guichê de atendimento da companhia. Até as empresas se adequarem a mudança, mesmo reservando o bilhete rodoviário através de sites especializados na venda do serviço, é preciso ir até o stand da companhia, localizar a poltrona reservada e imprimir a passagem, para realizar o check-in no momento do embarque. Com o incentivo da ideia apoiada pela ANTT, as filas poderão ser evitadas, e o tempo de espera no terminal rodoviário também será reduzido, fazendo com que a circulação de pessoas nas rodoviárias diminua gradativamente, melhorando a segurança e o conforto, enquanto o ônibus não chega.

passagem onlinePortal de Passagens Online

Para a direção do Quero Passagem, site especializado na venda de bilhetes pela internet, essa é uma ótima notícia, que impactará diretamente na procura pelo serviço online. Já que será preciso reservar a passagem na internet para evitar a impressão no guichê da companhia. O projeto proposto por um portal voltado à venda do serviço garante o uso de uma central de emissão online para a compra das passagens online e automação no controle de check-in e embarque direto aos usuários, tornando o processo ainda mais prático e fácil.

Números

A expectativa é que a nova regulamentação da ANTT possa aumentar o índice de compra rodoviária através da internet, já que apenas 5% das passagens do setor correspondem ao universo online. Uma realidade bem diferente do aéreo, que vende pelo menos 90% de seus bilhetes na internet. A nova regra está em conformidade com as resoluções da ANTT e com as normas do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz).

assine nosso feed

compartilhar