11 de outubro de 2013

Incentivando sempre o uso de transportes coletivos!

Por: 

Quero Passagem

Categorias

 Incentivo uso transportes coletivos

Você sabia que é possível promover melhorias no transporte coletivo através de um sistema moderno sem que sejam bastos horrores e a sustentabilidade fique garantida? Independe de qual possa ser sua resposta, é importante saber que não existe nenhum outro modelo de urbanização mais próximo dessas características do que o corredor de ônibus BRT, conhecido como Bus Rapid Transit. Ele na verdade pode ser considerado um modelo de transportes planejado que prioriza as rotas rodoviárias dando mais acesso e conforto para os usuários de ônibus. Também é possível integrar com outros veículos, o que dá a chance de se ter uma eficiente malha de mobilização. Quando falamos em sustentabilidade e a preocupação em preservar o verde, podemos imaginar que o corredor de transporte coletivo é o meio que menos agride o ambiente. Aliás, é natural que haja uma integração com toda a estrutura do local como paisagismo, ciclovias e até mesmo pista de caminhada.

Segundo o concurso mundial City of The Year, promovido pelo canal de comunicação Wall Street Journal, o projeto que visa a mobilidade nas viagens rodoviárias deu o título de destaque a cidade Medellín, na Colômbia como a mais inovadora do ano de 2012. Isso graças a todos os avanços alcançados pelos corredores de ônibus. Por incrível que parece, o sistema esta sendo utilizado na cidade só a cerca de um ano.  No final do ano de 2011, Medellín esteve organizando viagem de ônibus articulados em um trecho de apenas 12,5 quilômetros. Com a preferência nas linhas rodoviárias, os ônibus passaram a ter um melhor rendimento e conquistaram as pessoas que anteriormente também não utilizam o transporte público para se deslocar. A frente da maioria das cidades de outros continentes, a cidade colombiana já pensa em 2030, quando pretende alcançar a perfeição nos serviços de urbanização local. Segundo os governantes, a ideia é gerar mais emprego e oportunidade, avanços na circulação de pedestres e alargamento nas obras de transporte. De acordo com especialistas, depois que o BRT passou a ser utilizado pelas empresas de transporte coletivo, 175 mil toneladas de gás carbônico foram deixadas de ser emitidas apenas em 2012.

Medellín também conta com ajuda de teleféricos que são responsáveis pela comunicação entre áreas menores de localização alta até deslocamentos mais baixos. Para se ter ideia, a economia de tempo viajando de ônibus de um bairro conhecido para a metrópole foi reduzida em 80%. Hoje a população tem muito do que comemorar. Tanto é que a cidade é modelo de gestão para outros países e serve como base para cidades que precisam de modernidade no transporte público, principalmente quando se trata de ônibus rápidos. A força na indústria e o valor da cultura de seus negócios ganharam mais destaques com a eficiência dos corredores de ônibus em Medellín. A cidade provou o quanto o ônibus é importante na vida do cidadão, o quanto um transporte público de qualidade pode interferir no desenvolvimento de um país, deixando para trás importantes cidades como Nova Iorque e até mesmo a capital paulista, São Paulo.

assine nosso feed

compartilhar