21 de agosto de 2015

Setor rodoviário tem aumento nas vendas durante férias escolares

Por: 

Quero Passagem

As férias escolares de 2015 dobraram o número de passagens rodoviárias vendidas na internet, em comparação com as reservas efetuadas no mesmo período do ano passado. Pelo menos é isso que aponta o levantamento de duas, das três maiores agências virtuais de turismo rodoviário do Brasil. Como é de praxe durante os 12 meses do ano, São Paulo foi o destino rodoviário mais procurado por quem aproveitou os recursos oferecidos pelo site Quero Passagem para viajar durante as férias do meio de ano. A rota dos destinos mais acessados pelos passageiros é composta pelo Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Curitiba, com forte centralização no eixo que liga a região Sudeste e Sul do país.

Férias Escolares

Férias Escolares

Segundo levantamento das agências, a rodoviária Novo Rio e o terminal Tietê são as estações rodoviárias com maior fluxo de passageiros durante as férias e os feriados prolongados. Com a tecnologia a favor da praticidade e da segurança do consumidor, os terminais de grandes centros e das capitais passam a gerir com mais qualidade a demanda de interessados na compra de passagens e retirada do voucher no guichê das auto viações. Segundo o CEO da Quero Passagem, Lukasz Gieranczyk, incorporar a tecnologia no processo de adesão do serviço de transporte é um processo que deve ser benéfico para todos os setores. “Queremos ajudar a estimular as viagens rodoviárias por todo território nacional, facilitar a vida dos passageiros e desafogar o movimento e as filas que se acumulam nos guichês dos terminais. Assim tudo mundo sai ganhando”, ressalta.

Os dados processados pela Sondagem do Consumidor – Intenção de Viagem, realizada em junho pelo MTur (Ministério do Turismo) e pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) também estão a favor do ônibus. O meio de transporte mais popular do Brasil foi o único a apresentar crescimento em dois meses consecutivos. Enquanto isso, as viagens de avião e de carro tiveram queda no número de interessados na contratação do serviço. A pesquisa que mede o interesse do brasileiro em viajar nos próximos seis meses mostrou que a diminuição de interesse em viajar para o exterior é um dos motivos da redução nos indicativos dos embarques aéreos.

assine nosso feed

compartilhar