26 de março de 2014

Motivos para viajar sozinho pelo mundo

Por: 

Quero Passagem

Categorias

Você sabia que muita gente deixa de viajar pois não consegue encontrar companhia suficiente para fazê-lo? Pois é! Diferente do que se vê na América do Sul, na Europa e Estados Unidos é cada vez mais crescente o número de viajantes solitários que, apesar das dificuldades, encontram forças para fazer as próprias malas e conhecer o mundo… sozinhos. Motivos não faltam! Conheça alguns deles agora e se inspire:

– Calendários opostos

Quanto mais responsabilidade profissional, mais difícil será conseguir conciliar suas férias com as pessoas com quem você viajaria nos tempos de escola, por exemplo. Sabendo disso, não é nada saudável empacar suas viagens por conta da falta de vontade ou condições financeiras de terceiros. O importante é aproveitar quando se pode!

Viajar sozinho pode ser perigoso?

– Será mesmo perigoso?

Como todo brasileiro que sofre com a falta de segurança por aqui, é normal que existam lugares os quais devemos evitar. Países em conflito, principalmente. No mais, dificilmente você se encontrará em uma situação real de perigo. Uma dica é nem sempre andar com muito dinheiro. Precaução nunca é demais.

– Total liberdade

Quem curte uma certa liberdade pessoal com certeza pensará neste ponto como um dos principais na hora de conhecer o mundo. Você dita seu próprio tempo para fazer o que quiser, seja conhecer várias cidades e muitas atrações ou até mesmo tirar um dia pra descansar.

– Olhos focados na cultura

Sem ninguém para desfocar seu pensamento, com certeza você irá focar ainda mais suas atenções para a cultura e ensinamentos oferecidos em cada lugar. Uma ótima oportunidade para abrir sua mente, se conhecer um pouco mais, mesmo estando longe de casa.

Nunca se esta sozinho

– Nunca se está sozinho

Se engana quem pensa que viajar sozinho é sinônimo de solidão. Até mesmo nos lugares mais improváveis será possível encontrar grupos ou outros “solitários” que tiraram alguns dias para saírem do casulo. É certo que você se identificará com alguém. Desde nativistas, guias ou outros viajantes, sempre há uma pessoa para trocar ideias e ensinamentos. Outra mão na roda é o uso da internet e redes sociais, onde você poderá compartilhar todas as suas experiências, recebendo um feedback instantâneo daqueles que te acompanham de casa ou queriam estar viajando com você.

– Idiomas

Em todos os casos, a língua mundial são as mímicas e os sinais. Uma grande ajuda são os aplicativos de celulares. O importante é saber que, mesmo se você souber falar inglês, existem países onde somente a minoria da população também sabe, mas isso nunca foi exatamente um problema. Há quem também prefira viajar pelo Brasil e pelos países vizinhos. O “Portunhol” acaba sendo extremamente acessível quando preciso.

– Planejamento de viagem

Desde a escolha do destino até o desembarque deve ser feito totalmente por você, com a intenção de se envolver cada vez mais nesta aventura pessoal. Se inspirar com relatos e fotos vão te deixar cada vez mais ansioso, e com certeza a volta será totalmente satisfatória por todos os lugares e histórias que foram vividas.

Planear viagem

Todos prontos? Nada de ficar em casa nas próximas férias! Viaje, mesmo se for sozinho!

assine nosso feed

compartilhar