15 de abril de 2015

Visite São Paulo sem gastar muito. Vá de ônibus!

Por: 

Quero Passagem

Categorias

Conhecida como coração econômico do Brasil, São Paulo oferece inúmeras opções de lazer e passeio para quem desembarca em suas terras, através do serviço de auto viações. De ônibus, é possível economizar durante as viagens, sem abrir mão de conhecer os mais importantes pontos turísticos da maior capital do país.

São Paulo - Coração Econômico do Brasil

São Paulo – Coração Econômico do Brasil

Viagem Rodoviária
O lema é se antecipar. Pesquise a passagem rodoviária mais acessível e reserve sua poltrona predileta, sem sair do conforto de casal. A capital é o destino rodoviário mais procurado por brasileiros, e por isso, tem opções de embarques para todos os Estados do Brasil. Vale destacar também que, a cidade possui o maior terminal rodoviário da América Latina, disponibilizando viagens interestaduais para centenas de destinos.

Transporte Barato
Optar pelo ônibus também é boa dica quando se quer explorar tudo o que São Paulo pode oferecer de bom. O serviço é bem acessível ao bolso e te leva para qualquer ponto turístico da capital. Segundo dados da Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos, a cidade conta com 15 mil ônibus urbanos que operam o dia inteiro, sem contar com mais 150 linhas rodoviárias em circulação durante a madrugada paulistana. Quem quiser utilizar o transporte sobre trilhos ou pegar o metrô também estará bem servido. Há cerca de 60 estações de metrô e 150 trens metropolitanos à disposição da população.

Central de Informações Turística
Está perdido? Não sabe pra onde ir? Então procure pelas Centrais de Informação Turística (CITs) da cidade. O serviço oferecido pela prefeitura de São Paulo dá informações e dicas de passeio aos turistas e viajantes, através de guias, panfletos e de um mapa atualizado da cidade.

Hora de Pedalar
Ótima oportunidade para conhecer um pouco mais da “terra da garoa”. Alugue uma bicicleta e faça um divertido passeio pelas principais avenidas da maior capital do país. A primeira hora é gratuita, com adicionais de até R$ 5 para quem quiser alongar a pedalada sobre as faixas exclusivas ao ciclistas. A novidade parecida com o que é oferecido em cidades da Europa, cai como uma “luva” para quem está visitando a cidade a pé.

assine nosso feed

compartilhar